Por que é preciso acreditar no Programa Jovem Aprendiz?

Os jovens, de uma maneira geral, têm vivido um drama marcado pelo sucateamento das políticas públicas, pela desvinculação afetiva familiar  e comunitária,  que gera insegurança emocional, enfraquecimento da sua identidade e de suas perspectivas para o  futuro propiciando o  abandono escolar, consumo de álcool e drogas e  trabalhos  ilícitos.

Nesta perspectiva o programa jovem aprendiz busca proporcionar ao adolescente, a oportunidade de construir, através do trabalho, um caminho que o valorize e o  identifique como um cidadão de direitos e deveres, além de oferecer ferramentas  a fim ajuda-los a  vislumbrar novas perspectivas para sua vida e consequentemente para a sua família.

Cabe ressaltar a importância do papel da sociedade como um todo, no processo de  valorização  e cuidado com a juventude, e que encontra-se  preconizado no Estatuto da Criança e do Adolescente  – ECA , no  Art. 4º “É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”.

O crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável do Brasil nas próximas décadas dependerão dos investimentos feitos hoje na juventude (ONU – Nações Unidas do Brasil)

As empresas podem cumprir seu papel de responsabilidade social, contratando um jovem aprendiz, através do Programa de Aprendizagem, pois mais que uma obrigação legal, a Aprendizagem Profissional é uma oportunidade para a profissionalização e o ingresso de jovens no mercado de trabalho. O crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável do Brasil nas próximas décadas dependerão dos investimentos feitos hoje na juventude

A escolha da Instituição Formadora é crucial para que o percurso do jovem no Programa gere benefícios tanto para a Empresa quanto para o jovem. É necessário ter atenção à metodologia de trabalho da instituição, no que diz respeito ao acompanhamento do jovem, à proposta pedagógica e  às cláusulas contratuais, que devem contemplar os direitos e deveres de todas as partes.

O Programa Aprendiz Alvorada é uma instituição formadora, atenta à situação de vulnerabilidade socioeconômica dos adolescentes e suas famílias. Em parceria com as Empresas, nossa intenção principal é propiciar aos jovens um acompanhamento cotidiano, visando o desenvolvimento integral da sua personalidade, através da formação pessoal e profissional que consequentemente resultará na formação de adultos capazes de exercer seu protagonismo na sociedade, valoriza  também, o relacionamento com as empresas parceiras possibilitando a verificação do desenvolvimento do adolescente no percurso do Programa de Aprendizagem, estreitando as relações entre a instituição formadora e a empresa.

O programa jovem aprendiz é um projeto do governo federal criado a partir da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/00) com o objetivo de que as empresas desenvolvam programas de aprendizagem que visem à capacitação profissional de adolescentes e jovens em todo o país.  A Lei determina que empresas de médio e grande porte contratem jovens de 14 a 24 anos, para capacitação profissional (prática e teórica), cumprindo cotas que variam de 5% a 15% do número de funcionários efetivos qualificados. É facultativa a contratação de aprendizes pelas microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP). 


 Vânia Calais – Assessora de Parcerias Institucionais das Obras Educativas Padre Giussani.

TAGS:
  • Veja também